Africa Basquetebol

19 junho 2007

ANGOLA : Muzadi pede desculpas aos adeptos do 1º de Agosto

O poste angolano que representou em 2007 o 1º de Agosto Víctor Muzadi, em final de contrato, pediu desculpas aos adeptos "militares" pela sua má época, devido a uma série de lesões no joelho.

Em entrevista hoje à Angop, em Maputo, o atleta de 2,00 metros de altura explicou que o fraco rendimento ao longo do Campeonato Nacional se deveu a uma trofia nos joelhos esquerdo e direito, contraída na preparação da selecção para o Mundial do Japão e Campeonato Provincial, respectivamente.

Pediu desculpas aos adeptos do 1º de Agosto e aos seus fãs em particular, prometendo um regresso auspicioso em 2008, independentemente da equipa que representar.

Sublinhou que a época foi muito complicada para si, pois não teve o rendimento previsto, em função dos problemas físicos que o apoquentam há um ano e uma má recuperação dos mesmos.

Mostrou-se indignado com a Federação Angolana de Basquetebol (FAB), por não apresentar qualquer relatório sobre a sua saúde ao 1º de Agosto e nem se responsabilizar pela recuperação.

"Depois da lesão ao serviço da selecção, fui para os Estados Unidos, por minha conta, fazer tratamento de recuperação. Mas não fiquei o tempo suficiente por causa dos compromissos que tinha com o meu clube. Por isso, tenho que parar pelo menos dois meses para fazer apenas trabalho de ginásio e voltar às quadras a cem por cento", referiu.

"Neste caso, se a selecção não nos dá o tratamento adequado devemos priorizar o nosso clube, que é responsável pelo nosso salário", acrescentou, apontando a criação de uma associação de atletas para defender os seus interesses por forma a reconhecer e valorizar o trabalho destes.

O poste de 28 anos da idade mostrou-se indeciso quanto à sua integração na pré-selecção nacional, para o Afrobasket2007 a decorrer em Angola em Agosto, referindo que tomará uma decisão depois de conversar com os responsáveis da FAB, selecionador e saber onde vai jogar na próxima época, pois o seu contrato com os "militares" terminou este mês.

"Neste momento, sou um jogador livre. Recebi convites de Angola, Espanha, Tunísia e Ásia, mas a prioridade é o 1º de Agosto e aguardo por uma palavra dos dirigentes para responder as várias propostas que tenho. Só depois decido se integro ou não os trabalhos da selecção", esclareceu o tri-campeão africano.

Víctor Muzadi, que também já jogou no BC Onatram do Congo, com o qual venceu uma Taça dos Clubes da África Central, esteve ligado (espera renovar) ao 1º de Agosto há 13 anos.

No clube "militar" conquistou seis títulos nacionais, quatro Taças de Angola, duas Supertaças e duas Taças dos Clubes Campeões Africanos. Pela selecção nacional, para além dos três trofeus continentais, conquistou medalhas de ouro e prata em Jogos Panafricanos, disputou dois Jogos Olímpicos e um Mundial.

4 Comments:

Enviar um comentário

<< Home