Africa Basquetebol

15 junho 2007

ANGOLA : 1º de Agosto avança proposta por Carlos Morais

O extremo do Petro de Luanda, Carlos Morais, poderá representar o 1º de Agosto na próxima temporada, caso aceite a proposta do clube "militar", informou quinta-feira em Maputo (Moçambique) o atleta.
Em declarações à Angop, à margem do torneio de apuramento à fase final da Taça dos Clubes Campeões de África em basquetebol, o jogador confirmou o interesse do emblema "rubro-negro" e não descartou a hipótese de representar os vice-campeões nacionais, sublinhando que pensa no assunto.
"Sou profissional e tudo no desporto é possível. Hoje estou no Petro e amanhã posso estar no 1º de Agosto. O Petro é a minha prioridade, mas depende também das propostas que aparecerem", salientou o atleta que termina contrato com os "petrolíferos" em Setembro.
Carlos Morais, que iniciou sua carreira no "eixo-viário", disse que para além dos "rubro-negros" recebeu propostas da Espanha, sem, no entanto, citar os clubes. Referiu que pretende tomar uma decisão, quanto ao seu futuro depois do Campeonato Africano de Basquetebol sénior masculino (Afrobasket2007), a decorrer em Agosto em Angola.
Para o jogador, que almeja competir na Liga Norte-americana da modalidade (NBA), a prova continental é uma montra para os atletas, uma vez que é vista pelo mundo inteiro e provavelmente contará com treinadores e olheiros de vários campeonatos, incluindo o americano.
"Sou jovem e ambiciono jogar no melhor campeonato do mundo. Espero que o Afrobasket seja a minha rampa de lançamento", frisou, realçando que Angola detém noventa porcento de probabilidades de revalidar o título, por jogar em casa e pela motivação de ser a detentora do troféu.
Quanto ao recém-terminado Campeonato Nacional, onde concorre para a eleição de Jogador Mais Valiosos (MVP), considerou o mais emocionante de todos os tempos pela forma como o título foi decidido. Caracterizou irregular a sua prestação individual, por causa das lesões que o impediram de actuar em alguns confrontos.
"Depois de cinco vitórias seguidas, o 1º de Agosto era dado como campeão. Nós invertemos a situação e tornamo-nos favoritos. Quando apontavam o Petro como campeão antecipado, o 1º de Agosto reapareceu e venceu dois jogos consecutivos e só na finalíssima conseguimos revalidar o título. Esta incerteza e a maneira como foram decididos os jogos fizeram dela a mais emocionante de todos os tempos", sublinhou.
"Falhei muitos jogos por problemas de saúde, mas nos momentos cruciais estive sempre bem e ajudei a minha equipa a revalidar o troféu", acrescentou, destacando Carlos Almeida (1º de Agosto) como o adversário que mais o "incomoda" pela sua maneira de defender.
Morais, de 21 anos de idade e 1, 91 metros de altura, regressou ao Petro de Luanda em 2006, após um período nos Estados Unidos onde competiu no campeonato universitário. Pelos "tricolores", conquistou dois campeonatos nacionais e uma Taça de Angola.

4 Comments:

Enviar um comentário

<< Home